Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mais de 1.700 refugiados palestinos estão desaparecidos por ações do regime sírio

Campo de refugiados de Yarmouk na Síria, 2014 [Laila Ben Allal/Monitor do Oriente Médio]

Os serviços de segurança sírios libertaram o refugiado palestino Fouad Kassem após cinco anos de detenção.

Kassem foi preso em janeiro de 2014 após a invasão de sua casa, no campo de refugiados de Hama.

O Grupo de Ação para Palestinos da Síria (AGPS) disse que os serviços de segurança sírios continuam a esconder o destino de mais de 1.756 detidos em suas prisões, apesar das exigências para que sejam libertados.

Segundo o grupo, esse número de presos inclui crianças, mulheres, idosos e famílias inteiras, centenas dos quais morreram em consequência de tortura.

Em agosto de 2012, as forças do regime sírio lançaram dois mísseis contra o maior campo de refugiados palestinos – Yarmouk – matando mais de 20 palestinos e ferindo centenas de outros.

Categorias
NotíciaOriente MédioPalestineSíria
Show Comments
Show Comments